Tag: passo-a-passo

Como ser minimalista? Iniciando a jornada para uma vida minimalista

  1. Introdução
  2. Antes de começar
  3. Avaliando seus pertences
  4. Separando o lixo
  5. Reorganizando sua mente

1. Introdução

Esta é a pergunta mais comum para qualquer simpatizante do estilo de vida minimalista. Eu não quero lhe jogar a história por trás do movimento (pelo menos não agora) e nem rodar com floreios por todos os cantos do estilo. Por isso vou dividir essa jornada em vários artigos que publicarei em um curto período de tempo. Neste artigo aqui específico, proponho uma mudança de chave, um início para  entender melhor o seu caminho e mergulhar de cabeça numa nova fase da sua vida.

2. Antes de começar

A primeira coisa que é praticamente uma obrigação você saber é que ser minimalista não significa exatamente se desfazer de tudo o que você tem e começar a viver com absolutamente nada. Não saia por aí pensando e dizendo que você venderá seu carro, suas roupas e sua cama. Não!
Partindo do básico, ser minimalista é saber viver apenas com aquilo que lhe traz valor ou seja necessário.

3. Avaliando seus pertences

Pare na porta de entrada da sua casa. Comece a olhar para sua casa, não superficialmente como você sempre faz quando anda por ela todo dia. Ela deve estar com as cortinas abertas, entrando o máximo de luz possível. Quero que olhe com calma para cada canto e comece a imaginar se cada móvel. Imagine como se o cômodo estivesse vazio e você tivesse acabado de colocar o móvel. Ele não teria nada tanto dentro quanto em cima dele, correto? Essa imaginação será o seu guia para continuar. Faça isso pela casa toda.

4. Separando o lixo

É aqui que fazemos a primeira limpeza (que chamaremos daqui pra frente de destralhe). Aqui não vou usar nenhuma metodologia de destralhe pois a ideia inicial não é se desfazer exatamente de coisas que você não se desfaria normalmente. Mas sim, literalmente limpar a casa para termos espaço e segurança removendo distrações que tomariam nosso tempo e esforço. Jogue fora desde caixas e embalagens que possam ficar acumuladas ou amontoadas em algum canto, a até meias e roupas furadas ou rasgadas. Vá removendo tudo o que possa ser considerado lixo, ou que esteja na sua casa por algum tempo sem uso, como por exemplo pilhas, revistas, panfletos, canetas, restos de velas aromatizantes, etc.

5. Reorganizando sua mente

Agora vem o passo final do início de uma longa jornada. Com todos os passos acima realizados é que vamos partir para um pensamento mais minimalista. A partir de agora peço que você abra a sua mente e dê uma chance para você mesmo fazer algo diferente para a sua vida.

Até o próximo artigo!

Foto de Kaboompics .com no Pexels