Tag: desapego

A dificuldade em desapegar de um item de valor sentimental

definhando lentamente

Alguns dias antes de escrever sobre este tema, eu vendi a minha câmera Canon T5 que eu tinha há 2 anos. Por mais que eu estava com duas câmeras em minha posse, essa câmera que vendi tinha um valor sentimental para mim. Foi com ela que eu entrei de cabeça no mundo da fotografia. Foi com ela que tirei as primeiras fotos mais trabalhadas em composição e detalhes.

Ela se foi!

No dia seguinte eu senti um leve vazio dentro de mim. Um sentimento triste e que me perturbava em devaneios pelo dia. No início fiquei um pouco preocupado sim. Achei que talvez eu tivesse ido longe demais no processo de me desapegar das coisas.

Hoje, uma semana após, não enxergo mais dessa forma. Hoje vejo que ela não preenchia tanto assim a minha satisfação, a minha felicidade. Hoje percebo que ela fez o seu papel: me colocou dentro da fotografia.

E fez bem!

Hoje ela não faz mais falta. Percebi que nunca faria! A cada dia eu acho coisas que posso usar com o meu tempo. Seja livros, seja algum programa novo, seja algum lugar novo para visitar e descobrir. Hoje, posso olhar para a estante onde a câmera estava e contemplar o espaço vazio que não precisa mais ser preenchido com algo material. Afinal, para que eu quero ter um objeto assim acumulando pó, definhando lentamente.